sexta-feira, 15 de abril de 2016

Pedaladas.

Pra entender as pedaladas fiscais da Dilma:

"Sua mulher mandou você ao supermercado comprar 100 reais em arroz e feijão.
Chegando lá, ela liga e diz que você também vai ter que comprar carne, queijo, leite, batata e cenoura com os mesmos 100 reais.
Você percebe que é impossível comprar tudo isso com esse dinheiro, mas como eram itens de primeira necessidade e - principalmente - porque dali alguns meses haveria uma eleição para melhor marido do bairro, você compra todos os itens que sua mulher pediu. Foi pra casa e disse que tudo tinha custado os mesmos 100. Mas não tinha.
Na verdade, custou 380 reais. Só que esses 280 a mais eram para você pagar o aluguel. Você deixou de pagar naquele mês. E nos meses seguintes, porque todo mês você tinha que comprar a mesma lista.
A eleição de melhor marido estava chegando. Os meses se passavam e o buraco que você criou no aluguel, na luz, no gás foi crescendo e somando juros. Veio a eleição e pá! Você ganhou. Melhor marido do bairro.
Imediatamente você reduziu a lista para pão e água. E mandou todo mundo em casa parar de usar eletricidade, gás, água e telefone. Mudou com a família para uma kitchnet mas não importa, porque agora você seria o melhor marido do mundo por mais 4 anos."
E se a esposa quiser pedir divórcio, é golpe! Afinal, eles se casaram dentro da legalidade, de papel passado e tudo. E ele ainda por cima foi eleito o melhor marido pelo bairro.
Autor anônimo